Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
Rastrear minha compra
23/01/2023

O reflexo de moro e o sono do bebê

Sabe o que é o Reflexo de Moro?

Quando o bebê nasce ele possui alguns reflexos primitivos, que são uma resposta automática a um determinado estímulo, nesse caso é desencadeado por uma mudança súbita de posição.

Sabe quando o bebê dorme em seus braços e parece completamente adormecido? Você exausta, louca para tomar um banho ou um café com os braços livres decide colocá-lo no berço e se arrepende profundamente, porque assim que o corpinho dele toca os lençóis, ele se estica todinho, parece que leva um susto e desanda a chorar?

Agradeça ao Reflexo de Moro, a culpa é dele! Calma, não fique muito brava, na verdade é motivo de alegria. É uma reação esperada e considerada algo positivo, pois indica que o sistema nervoso está se desenvolvendo normalmente.

Além deste, existem outros reflexos percebidos nos primeiros meses de vida, como o de sucção, que é importante para a amamentação; o de busca, que faz o bebê virar a cabecinha e procurar quando algo toca a região da boca; o da preensão plantar que é quando o bebè fecha a palma da mão quando algo toca nela e rende aquelas fotos lindas deles segurando o dedo do papai.

Seria tudo ótimo se não dificultasse um bocado a vida dos pais, não é mesmo? Acontece que diante da mudança de superfície, como no caso da transferência colo-berço, o bebê tem uma sensação de queda livre e é por esse motivo que tem um sobressalto jogando a cabecinha para trás e esticando braços e pernas. Ele, de fato, sente insegurança e medo.

Além da mudança de superfície, o reflexo pode acontecer diante de estímulos repentinos, como um barulho alto, uma mudança brusca na intensidade da luz ou quando o bebê percebe um toque inesperado.

A máxima da maternidade também se aplica aqui:
Vai passar!
Esse tem data (aproximada), entre o quarto e sexto mês de vida do bebê é esperado que desapareça, quando ele passa a ter os músculos mais fortes e a capacidade de se sustentar.  

Até lá, apesar de não ser necessário evitá-lo, convenhamos, alguns choros a menos, não vão fazer mal a ninguém, né? Pelo contrário.

Então, podemos tentar algumas estratégias para reduzir os efeitos dessa resposta instintiva.

Na hora de colocar o bebê no berço, mantenha ele encostado no seu corpo, até que ele esteja completamente encostado no berço, ou outra superfície onde vai ficar;

Se afaste aos poucos, por exemplo, tire o braço que envolve o bebê e sustente a cabecinha com uma mão e o tronco com a outra;  

E agora vem a dica de ouro!

Use um Casulo de Anjo!

O swaddle será um excelente aliado, pois abraça o bebê e passa uma sensação de segurança, não deixando bracinhos e perninhas soltos, além de mantê-lo aquecido e ser uma camada extra entre bebê e a nova superfície com temperatura diferente.

A chegada de um bebê é sempre rodeada de dúvidas e inseguranças, né? Saiba que está fazendo um ótimo trabalho e que nós estaremos aqui para ajudar, aquecendo e protegendo o bebê e acolhendo toda família.

 💫 Casulo de Anjo │ Roupas confortáveis para brincar e dormir!